Login | RegistoBem-vindo à Quero Saber - A revista que desperta a sua mente 
Terra IncrívelTerra IncrívelTerra Incrível
Ciência
Ciência

Pão para diabéticos com a ajuda de pigmento natural de planta

fev29
CiênciaEscrito por: Rui Parreira

Pão para diabéticos com a ajuda de pigmento natural de planta

Embora não seja proibida a ingestão de pão pelas pessoas afetadas com diabetes, as quantidades têm de ser estritamente calculadas pelos médicos e dietistas. A razão é que o pão é uma importante fonte de hidratos de carbono e este nutriente é o que mais afeta a glicémia, já que quase 100% é convertido em açúcar (glicose).

As boas notícias para quem adora comer pão, mas não pode abusar, tais como os diabéticos, é que cientistas da Universidade Nacional de Singapura descobriram uma receita especial. Trata-se da adição de antocianina, um pigmento de uma planta, que ajuda a diminuir a velocidade da digestão e assim a controlar o nível de glicose no sangue.

Os cientistas descobriram que adicionar 1% de extrato de antocianina de arroz negro à massa, cozê-lo a 200ºC durante oito minutos, a digestão diminuiu em 12,8%. Aumentando a dose de antocianina para 4%, a digestão diminuiu ainda mais, para 20,5%. Isto acontece porque a antocianina inibe as enzimas digestivas de atuar, tornando assim o processo mais lento.

Para além da lenta digestão, a utilização da antocianina nos alimentos oferece outros benefícios para a saúde, tais como antioxidantes, ajudando ainda a prevenir problemas cardiovasculares, doenças neurológicas, inflamações e até cancro. Esta descoberta pode originar uma nova gama de produtos especiais, com enfoque especial nas pessoas afetadas por diabetes.

Siga as notícias que despertam a sua mente no nosso FACEBOOK.

Compre aqui e leia no seu computador ou tablet a edição deste mês da revista Quero Saber.

 

ComentáriosComentários

Precisa de fazer Login ou Registo para comentar.
Sobre nós | Publicidade | Contactos | Termos de Utilização | Política de PrivacidadeCopyright © Goody SA - Todos os direitos reservados